Horácio, você não é o magnífico

“É preciso repensar a democracia” deve ter sido o primeiro pensamento de quem pensou a democracia. Este post tem dois assuntos.

O primeiro é que na Universidade Federal do Paraná há uma tradição de pelo menos 28 anos – segundo o decano de um dos departamentos – de que os candidatos que perdem na consulta pública retiram as candidaturas.

É um jeito de enobrecer o processo participativo dentro da instituição e – por que não – evitar que o presidente da República e o ministro da Educação nomeiem políticos.

O segundo assunto é que a mobilização política nos países de capitalismo tardio e militarizados da América Latina frequentemente é confundida com violência, repressão ou crimes de ódio na internet.

Assista ao vídeo.

Nesse caso, o do vídeo, é diferente. Representantes do grupo que venceu a consulta (83% contra 14%) pediram com todo amor e telemensagem para que o segundo e último colocado simultaneamente, Horário, aceite a grandeza da vontade popular.

Foto: Plural.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *